Entenda a Trajetória da série Lucifer e o Porquê de Seu Fim; a sexta será a última temporada da série.

O fim de uma saga é uma certeza que todos os fãs possuem em mente. Apesar de não ser uma coisa fácil de se aceitar, despedir-se daqueles personagens que tanto amamos faz parte do processo, e é até mesmo melhor do que os vermos em tramas mais fracas e rasas.


Todas as grandes estórias merecem uma coisa em comum: um fim digno. Pois o que adianta acompanharmos algo com tanta paixão ao longo de tanto tempo, para sermos surpresos com um belo banho de água fria no fim de tudo?


Seja uma série curta no auge de seu sucesso, ou até mesmo uma série longa e arrastada por anos, ambas merecem serem finalizadas da melhor forma possível, honrando não só o seu legado, mas também o amor de seus fãs.


Com essa introdução para lá de melosa e filosófica, hoje vamos finalmente entender o rolê inteiro que acabou por nos trazer tão próximos ao fim da nossa querida série do diabão.

Fox, a Poderosa Chefona

Lucifer
Reprodução: FOX/Netflix


Com estréia em 25 de janeiro de 2016, Lucifer enfim veio ao mundo. Uma produção do canal Fox em parceira com a Warner Bros. Television, que buscava adaptar as obras em quadrinhos do escritor Neil Gaiman, publicadas originalmente pelo selo de histórias adultas Vertigo, pertencente a DC Comics.


A série, por sua vez, reimagina a história de Lucifer Morningstar de uma maneira mais bem humorada, trazendo um Diabo muito mais sarcástico, que por estar entendiado do seu cargo no inferno, decide tirar férias no plano terreno.


Em meio à isso, ele acaba se envolvendo em um caso da polícia. E ao final, ele ajuda no seu solucionamento. Isso o leva a gostar do novo papel de “detetive”, o que então se torna o seu novo foco na Terra.


Com uma trama e personagens muito chamativos, a série foi um sucesso imediato, o que levou a Fox a renová-la por mais dois anos. Mas como nem tudo são flores, após o fim da transmissão da terceira temporada, em 2018, o canal anunciou o seu cancelamento.

A Fox Larga o Osso

DISNEY FOX
Reprodução: Google Images


Em maio de 2018, a Fox tomou a decisão de não renovar Lucifer para uma nova temporada. Isso ocorreu em meio a um pico de popularidade da série na internet, e acabou deixando muitos fãs intrigados com a súbita decisão. Mas afinal, porquê isso aconteceu?


Podemos dar duas respostas para tal pergunta. A primeira e a mais provável, é que a empresa não estava satisfeita com a audiência que vinham obtendo em suas transmissões na televisão. Já a segunda, pode estar ligada ao processo de compra que o conglomerado da Fox vinha sofrendo pela Disney.


A primeira resposta pode ser ainda mais intensificada se colocada ao lado de um fato revelado pelo astro da série. Tom Ellis já chegou a admitir que tinha a impressão de que a sua série era um grande “flop”, por conta da baixa audiência que tanto rodiava os assuntos dos bastidores.


Mas ao ser informado sobre a imensa paixão expressa por seus fãs na internet e o sucesso da série nos streamings, o ator então soube acerca da importância do projeto em que ele estava envolvido. Na realidade, não foi só ele que se ligou nisso, uma tal plataforma de streaming vermelha também notou o potencial do projeto.

Netflix, Heroína e Vilã

Netflix


Apenas um mês após o seu cancelamento, Lucifer foi agraciada pelo interesse da já gigante e crescente plataforma de streaming Netflix, que adquiriu os direitos do seriado e não demorou para renová-lo para uma nova temporada.


A quarta temporada de Lucifer chegou em sua nova casa no dia 8 de maio de 2019, com 10 episódios no total. A estreia foi marcada de uma euforia nunca antes experimentada pela produção da série, o que os animou junto aos fãs para saber o que viria pela afrente.


Com o sucesso obtido, não demorou muito para que uma sequência fosse anunciada. A quinta temporada da história de Lucifer Morningstar foi oficializada no dia 6 de junho do mesmo ano. Mas, poucos meses após isso, a Netflix trouxe uma notícia desanimadora para todos. Essa seria a última temporada da série.


E assim, por mais uma vez, Lucifer foi retirada da mesa das produções que veriam a luz do dia por mais alguns anos. E em mais um pronunciamento, foi revelado que a “última” temporada viria dividida em duas partes, cada uma contendo 8 episódios lançados em duas datas distintas.

Veja também:

Lucifer e seu último Sopro de Vida

Lucifer
Reprodução: Netflix


Com tanto descontentamento gerado, não tinha como a Netflix não ceder à vontade dos fãs que um pouco antes decidiram acolher. Por isso, em meio ao processo de lançamento da primeira parte da quinta temporada, fomos agraciados com um teaser revelando uma sexta temporada para a série.


Sim, isso mesmo, Lucifer se ergueu mais uma vez das cinzas, como uma fênix. Porém, como nem tudo são um mar de rosas, essa ainda sim seria a sua última temporada.


Já tivemos a primeira parte da quinta temporada lançada em 21 de agosto de 2020. A sua parte concluinte ainda não possui datas oficiais reveladas, porém, com certeza está bem próxima de ser lançada. Pois de acordo com Ildry Modrovich, a showrunner do seriado, os novos 8 episódios estão com sua pós produção quase concluída.


Já a temporada 6(66), não possuí nenhuma previsão para estreia. Mas podemos ficar tranquilos, pois as filmagens já estão rolando, e muito provavelmente iremos recebê-la entre dezembro deste ano e o início do ano que vem, caso a Netflix siga o seu modelo padrão de lançamentos.

Netflix e a Sua Controversa Decisão


Okay, agora sabemos de tudo que é informação sobre a série, suas casas e as suas futuras informações, mas uma pergunta ainda perdura: por que a Netflix não irá dar continuidade ao projeto? Bom, a resposta para essa pergunta ainda não chegou a ser dada de maneira oficial, mas podemos raciocinar sobre.


Ultimamente, estamos presenciando uma onda constante e bem estranha de cancelamentos e encurtamentos pela plataforma. Não é atoa que ela vem sendo chamada de “a canceladora” de séries que possuem um público estabelecido e fiel. Um ótimo e recente exemplo é o de O Sombrio Mundo de Sabrina.


Okay, mas e aí, cadê o porquê? Ele está nestes dados, que se analisados com mais paciência, mostram que a Netflix está focando em produzir séries que conseguem atingir um público mais geral, além de querer que suas produções não tenham um tempo de existência muito longo. Pois assim, eles podem focar em cada vez mais projetos de maior qualidade.


Um último exemplo que pode afirmar ainda mais essa argumentação é a também recente minissérie de sucesso mundial e recordista, O Gambito da Rainha, que em um arco fechado de apenas 7 episódios, trouxe muito mais visibilidade e elogios do que muitas outras produções da casa.


Então, provavelmente este seja o novo modelo de negócios da Netflix, e sim devemos esperar que cada vez menos temporadas, ou durabilidade de arcos sejam vistos em suas produções originais.

Share.

Leave A Reply