Elite: Criadores revelam o motivo de matarem Polo na 3ªtemporada da série.

0
Elite: Criadores revelam o motivo de matarem Polo na 3ªtemporada da série.
Reprodução: Netflix

Criadores explicam o porque mataram Polo na 3ªtemporada de Elite.

As produções áudio visuais possuem o objetivo de retratar temas, sentimentos e muitos outros elementos do mundo real, em contextos adaptados e libertos de nossas amarras científicas, morais e algumas vezes, até mesmo éticas.

Sem sombra de dúvidas, um assunto recorrentemente abordado é a morte. Afinal de contas, essa é uma das nossas únicas e mais simples certezas. Quando visto em nossas séries e filmes favoritos, este elemento pode causar diversos tipos de reações, que podem repercutir tanto no roteiro, quanto na recepção emocional e afetiva dos telespectadores.

Sejam em dramas, suspenses, romances ou horrores. Não importa o gênero. A morte, se bem pensada e abordada, pode se encaixar como uma luva à trama. E ela pode vir a ser usada de formas muito criativas, onde os roteiristas podem querer chocar, encerrar ou iniciar novos arcos narrativos.

Uma série que faz um ótimo uso disso é Elite, que até então, utilizou de duas mortes como combustível para suas diversas intrigas e desenvolvimento de personagens. Com tudo isso dito, bora relembrar um pouco mais sobre e descobrir os motivos e reações dos bastidores da série.

As duas mortes de Elite

Como iniciamos dizendo, a morte é um ótimo coringa durante a elaboração de uma história. Porém as vezes, alguns podem utilizá-la de forma exagerada. Dessa forma, banalizando o seu potencial e impacto. Já em Elite, vemos um ótimo exemplo de como a utilizar de maneira a instigar a curiosidade e a apreensão de qualquer um assistindo.

Aqui, menos é mais. Duas mortes foram o suficiente para trazer uma ótima narrativa que perdurou por 3 temporadas e que, apesar de não ser mais o foco, irá repercutir em pró do desenvolvimento de uma nova história, com novos personagens e subtramas.

Claro que não é segredo nenhum que os dois #falecidos são Marina e Polo. E se formos parar para pensar, a segunda morte é até que poética, já que este foi o assassinato do primeiro assassino do seriado. Foi acidental? Sim. Mas não deixa de fazer parte daquela famosa frase “karma is a b*tch”.

Além dos elogios já feitos, ainda podemos evidenciar a qualidade das consequências e do luto pelos sobreviventes. Em muitas produções, não conseguimos sentir o peso da falta daqueles que foram. Muitas vezes sendo esquecidos em minutos, ou nem mesmo  sendo mencionados ao longo do restante da história. Mas em Elite, cada perda deixa a sua própria e profunda marca.

Quem foi Polo?

Morte de Polo na 3ª temporada de Elite

Leopoldo Benavent Villada é um estudante do ensino médio nascido em 13 de agosto de 2002. Ele cresceu em meio ao luxo decorrente da fortuna acumulada por suas duas mães. Apesar de ser popular, ele sempre enfrentou problemas para socializar. Mas, manteve um círculo de amizade duradora com Guzmán e Ander, seus amigos de infância.

Polo mantém uma relação com Carla Rosón, desde que ambos tinham 12 anos de idade. Eles são tão ligados que perderam a virgindade juntamente aos 14 anos. Porém, nada é perfeito como parece, pois o relacionamento dos dois pode ser chamado de “atípico”.

Ao final da 1ª temporada, é revelado a todos os fãs que Polo é o misterioso e tão procurado assassino de Marina, mas que não planejou a matar. Ele a acertou com um troféu em um momento de desespero, pois tentava ao máximo ajudar a sua namorada, a qual poderia ter sua família encrencada caso Marina e Nano não fossem parados ou persuadidos.

Durante a 2ª temporada, Polo tentou ao máximo acobertar o que fez, junto das únicas duas pessoas que sabiam, Carla e Chris. Ao final, Guzmán e Samu desmarcaram Polo, porém, como vemos na 3ª temporada, a arma do crime não é encontrada e ele é solto pela polícia.

A conclusão vem ao fim da 3ª temporada mesmo, onde Polo é confrontado por Lu e morre acidentalmente por ela. Mas aqui, todos os envolvidos acabam decidindo ajudar a descriminar a amiga. Deixando o caso a ser solucionado como suicídio.

Os bastidores desta decisão

Graças ao site estrangeiro Fuera de Series, podemos ter uma luz acerca dos motivos e reações dos bastidores desta decisão arriscada. Em uma entrevista realizada com os produtores da série, o site recebeu as seguintes declarações:

De todos os nomes que embaralhamos, quando chegamos lá, percebemos que era o mais coerente e a melhor forma de fechar”.

As pessoas sempre dizem que muita gente morre nesta série, mas na verdade só tínhamos matado uma. Então, quando outra pessoa morre, sejam eles quem forem, é algo chocante”, disseram Carlos Montero e Darío Madrona, o que acaba conversando diretamente com os elogios que fizemos logo no início do assunto.

Eles comentaram que essa foi uma oportunidade para o roteiro: “Abriu temas muito legais para nós: perdão, redenção, punição, culpa … tudo isso está aí”.

E eles ainda elogiaram a performance final do intérprete por traz de Polo: “Álvaro Rico é impressionante. Esta é sua melhor temporada. Sempre fomos muito fãs dele, mas nesta temporada ele cresceu de uma forma que nos surpreendeu”.

A recepção do ator

A recepção do ator sobre a morte de Polo

Álvaro Rico revelou como foi a sua recepção ao ser avisado sobre o destino de seu personagem. Confiram:

Lembro que foi durante a gravação da segunda temporada, quando preparavam a terceira, que conversei com Carlos e Darío. Na verdade, havia uma parte esperada, não por causa da morte, mas cheirava a despedida”.

O ator também disse que nunca chegou a discordar da decisão e que gosta de pensar nisso como um presente, já que acha que se decidissem estender a história do personagem, acabaria sendo algo desnecessário e forçado. Álvaro ainda revelou que pelo menos, dessa forma, ele pôde ir embora com estilo.

Ele então concluiu a entrevista dizendo: “O momento é angustiante, porque como você tem que fazer em tantos pedaços , vai morrendo aos poucos. Mas foi muito divertido”.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here